[Fechar]

Header Ads

Ministério Público privilegia emissora? No RS, sim


A assessoria de comunicação do Ministério Público do Rio Grande do Sul pisou na bola. 

Em publicação no site sobre uma condenação inédita do crime de estupro virtual, o órgão público deixou escapar, entre parênteses, o alerta: (Esperar ZH dar).

A informação privilegiada ao jornal Zero Hora, do grupo RBS, filial da Globo naquele estado, irritou a concorrente Rádio Guaíba. 

“A situação, que veio à tona a partir de um equívoco de postagem, sugere como funciona a relação de um órgão, que é público, com um grupo privado de comunicação. É um desrespeito, também com os ouvintes e leitores de outras empresas, que as escolhem para se manter bem informados, de forma democrática. Esses ouvintes e leitores também merecem que informações públicas sejam disseminadas sem distinção, sobretudo quanto partem de instituições que merecem a confiança e o apoio da população, como o Ministério Público Estadual.”, repudiou a emissora em nota. 

Um fato isolado ao Rio Grande do Sul ou comum em outras praças?